Por que Não Posso Seguir-te Agora ?

"Pedro lhe disse: Senhor, por que não posso seguir-te agora?" João 13.37
Há ocasiões em que você não consegue entender por que não pode fazer aquilo que quer. Quando Deus lhe apresentar um espaço em branco, tome o cuidado de não o preencher logo ali à pressa; espere. O espaço em branco pode ser para lhe ensinar o que significa santificação, ou poderá vir após a santificação para ensinar-lhe
o que significa labor. Nunca se antecipe à orientação de Deus. Se houver a mais leve dúvida, será porque ele não o está guiando. Sempre que houver dúvida — não faça nada.
No começo, pode ser que veja claramente que é a vontade de Deus que faça algo – romper uma amizade, ou uma relação comercial – algo que você sente nitidamente, diante de Deus, ser orientação Sua diretamente para si naquele momento; mas, não faça nada sob o impulso desse sentimento. Se o fizer, acabará criando dificuldades que levarão anos a serem corrigidas. Espere até chegar a hora de Deus e ele o fará sem causar qualquer mágoa ou desapontamento. Quando se tratar da vontade providencial de Deus, deixe Deus agir por Ele.

Pedro não esperou em Deus; ele tentou imaginar como a sua fé teria de ser provada, mas essa prova veio num módulo que ele não esperava. "Senhor, estou pronto a ir contigo... para a morte." A declaração de Pedro foi sincera, mas ingênua. "Jesus lhe disse: antes que o galo cante (...) três vezes negarás que Me conheces". Com essas palavras Jesus revelou um conhecimento mais profundo de Pedro do que o próprio Pedro possuía. Não podia seguir Jesus porque não se conhecia a si mesmo, nem sabia do que era (in)capaz. Uma devoção natural pode impelir-nos para Jesus, ou fazer-nos sentir o seu fascínio, mas, nunca nos tornará discípulos no verdadeiro sentido da palavra. A devoção natural, de uma forma ou outra, terminará sempre negando a Jesus.
Previous
Next Post »
Postar um comentário
Thanks for your comment