As repercussões da entrevista do Silas Malafaia

Ao receber alguns comentários sobre o texto que escrevi acerca da entrevista do Silas, decidi redigi-lo novamente, pois eu escrevo de forma muito subjetiva, (não sou escritor) sem ter em mente o fato que nem todos os que me leem compreendem minha postura. Assim o texto pode ser ambíguo, mas fato é que relendo eu mesmo, achei que fui de certa forma muito “politicamente correto”, algo que,
quem me conhece sabe não fazer parte de meu caráter. Se assim procedi foi justamente por não concordar com esta postura arrogante e presunçosa, um tanto quanto animalesca ou primitiva do próprio Malafaia.

Creiam é fato!!!! Aos que me conheceram e já não andam mais comigo acreditem é bem assim. A gente cresce, muda, ou melhor é transformado. É por isso também que suporto muitos amados e me tornei mais misericordioso, porem nunca “politicamente correto”, sigo o mesmo na essência. 

Segue o texto reescrito:

As repercussões e os comentários sobre a entrevista do Silas Malafaia no de frente com Gabi, me levam a entender uma das causas para o rumo que a igreja brasileira tem tomado. O rumo do retrocesso, do personalismo e da religião opressora e discriminatória.
Graças a Deus pelos que pensam, aqueles que leem e entendem, discernem e sabem fazer a diferença entre evangelho e religião, para entender que o Silas não representa o Evangelho de nosso senhor Jesus, antes sim o evangelho dos “evangélicos”, e entenda-se evangélicos entre aspas, a massa eufórica separatista e moralista que em nada revelam do Evangelho, sem aspas. Mas que advogam e levantam a bandeira de uma religião.

Temo que com esta postura, estão caindo mais na antipatia da sociedade, do que com a simpatia que outrora aqueles que viviam em graça do Evangelho de Jesus causavam nos de fora!

Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração,louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos. Atos 2:46-47

No caso de Silas representar os "evangélicos" é notório em seus argumentos e modo de falar, e neste quesito a representação é fidedigna. Sua maneira irada se revela uma personalidade austera, autoritária, moralista. Confesso que por vezes pensei que ele iria brigar com a Gabi, foi um pouco tensa a entrevista e eu temia no que poderia acontecer. É bem o retrato daqueles que fazem oração de fogo, de guerra. Que destroem em nome de Deus a homossexuais, prostitutas e a todos os “mundanos” (como eles dizem) e os condenam antes do tempo, ou ate mesmo os irmãos de outra denominação, fazendo assim uma verdadeira guerra santa!! Eu não digo como alguns que o Silas não tem nada de Deus, longe de mim, mas creio que os “evangélicos” estão cooperando para que ele perpetue uma personalização do “grande homem de Deus”. Não duvido que em breve haja campanha do Silas pra Presidente do Brasil, o que seria mais trágico ainda alem desta entrevista!!! 

A igreja retrocedeu e alguns de seus líderes parece não haver entendido a causa pela qual alguns homens santos (mas não menos pecadores) perderam a vida e pagaram com sangue para trazer a luz o Evangelho simples de Cristo.
Ler a bíblia hoje com mente medieval é capaz de produzir tantos estragos psicológicos como aos que na época foram produzidos por fogueiras e apedrejamentos! E as argumentações do Silas junto ao seu modo carismático (nas palavras do nobre advogado Marconi de Souza Reis: midiática) parece inflamar e possuir uma massa que levada sem entendimento é capaz de sabe-se lá o quê!!!!!!

Retumba em meu espírito as palavras de Jesus: 

Lc 9: 51-56 “ E aconteceu que, completando-se os dias para a sua Assunção, manifestou o firme propósito de ir a Jerusalém. E mandou mensageiros diante da sua face; e indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe preparem pousada.Mas não o receberam.... E os discípulos Tiago e João, vendo isso, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma... porém Jesus os repreendeu e disse: Vós não sabeis de que espírito sois...”.

Para terminar quero dizer que não pode se aplicar generalizações ao fato. Há muitos lideres que respeito, e que não usam da mídia sensacionalista para defender isso ou aquilo, mesmo porque eles pregam o evangelho e não levantam bandeira de nenhuma religião. Há  muita gente séria comprometida com o evangelho e que na poeira desta terra, nas vilas nas escolas, nas empresas (não somente dentro dos templos) e por todo o canto, manifestam a graça e o amor de Deus. 

Creio que estamos em tempos onde o discernimento se faz necessário e que a igreja de Cristo sempre será triunfante. A estes me uno e oro para que Deus não os permita que sejam levados por ventos de doutrinas e assim se afastem da graça e comunhão com o criador!

No amor de cristo,
Nadir

Escutemos a  "poesia em música" do que nos admoesta joão Alexandre, escutemos:


Previous
Next Post »
Postar um comentário
Thanks for your comment